SEJA BEM VINDO AO FRANCINALDO PUBLICIDADES

sábado, 7 de abril de 2018

Lula fecha negociação com a PF e decide se entregar hoje

O ex-presidente Lula decidiu se entregar à Polícia Federal neste sábado (7), após a missa que será realizada pela manhã em São Bernardo do Campo (SP) em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia. O petista se reuniu no fim da noite com aliados e advogados para acertar os detalhes da apresentação.

Lula tentava negociar com a PF para que a ordem de prisão fosse cumprida apenas na segunda-feira (9), mas houve acordo para que o petista se entregasse no sábado. O ex-presidente quer se apresentar aos policiais no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC de maneira voluntária, mas ainda há dúvidas sobre a maneira como ele deixará o prédio em que está desde a última quinta (5).
Ele pretende evitar enfrentamentos entre militantes e os agentes que serão enviados para prendê-lo. A PF enviará um carro descaracterizado para buscar o ex-presidente, em acordo com os advogados do petista
Vigília da madrugada
Por volta das 6h desse sábado (07), apoiadores do ex-presidente Lula que permaneceram acordados durante a madrugada faziam um luau na escadaria do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Outros simpatizantes continuam dentro do prédio.
Preparação para a homenagem
Luiz Marinho, ex-prefeito de São Bernardo e pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PT, disse que a missa em homenagem a Marisa Leticia será do lado de fora do sindicato dos metalúrgicos. Com a celebração em cima do trio-elétrico. A previsão é que comece 9h.
Entenda 
juiz Sergio Moro decretou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e determinou que ele se apresentasse à Polícia Federal em Curitiba até as 17h desta sexta (6).
Lula não se entregou no prazo determinado. Ele continua na sede do sindicato, em São Bernardo do Campo.
Segundo a assessoria de imprensa da 13ª Vara Federal do Paraná, o ex-presidente Lula não pode ser considerado foragido e também não terá descumprido ordem judicial ao não se apresentar depois deste horário.
Lula foi condenado por Moro no caso do tríplex de Guarujá em julho de 2017. Em janeiro, os juízes do TRF-4 confirmaram a condenação e votaram por aumentar a pena do petista para 12 anos e um mês de prisão.

Fonte: MeioNorte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja mais