quarta-feira, 18 de julho de 2018

Líderes do MDB não aceitam proposta de Wellington Dias

No fim da manhã desta quarta-feira (18), líderes do partido político MDB (Movimento Democrático Brasileiro) se reuniram para avaliar a proposta feita na noite de ontem (17) pelo Governador do Wellington Dias (PT) sobre a composição de sua chapa majoritária para as eleições de 2018, onde disputará sua reeleição. 
O Governador anunciou que pretendia montar sua chapa com ele concorrendo a reeleição na vaga de governo, tendo Regina Sousa (PT) como candidata a vice, o senador Ciro Nogueira (Progressistas) como candidato a reeleição na primeira vaga ao senado, ficando para o MDB a segunda vaga do senado a ser ocupada pelo mdebista Marcelo Castro. Além disso, o governador aceitaria a formação de um chapão com todos os partidos aliados numa mesma chapa concorrendo para deputado federal e estadual.
Porém, após reunião na manhã de hoje, os líderes do MDB decidiram encaminhar uma contraproposta ao governador, pleiteando novamente a vaga de candidatura a vice-governadoria, tendo como indicação o deputado Temístocles Sampaio. Além disso, confirmaram ainda o desejo pela formação do chapão com os candidatos a deputados dos partidos da base concorrendo todos juntos.
Em tom de ameaça, a proposta deixou escapar nos bastidores, que caso não seja aceita, os emedebistas ou pelo menos a maioria, partiria para oposição. Caberá agora o Governador decidir se recuará e aceitará a proposta dos emedebistas, porém o nome mais preferido pelos petistas é o do deputado Marcelo Castro. 

Fonte: Clube Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja mais