quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Homens são presos acusados de estuprarem crianças de 7 e 11 anos


Dois Homens foram presos no estado do Maranhã acusados de estupro de vulnerável contra crianças de 7 e 11 anos.
Abaixo confira na integra as matérias relacionados ao casos:
Vigilante é preso suspeito de estuprar menina de 7 anos no Maranhão
Um vigilante identificado como Antônio Sebastião Pereira da Silva, de 53 anos, foi preso pela a polícia na terça-feira (7) no município de Balsas, a 810 km de São Luís, suspeito de ter estuprado uma menina de apenas sete anos. A polícia chegou até o suspeito após receber uma denúncia anônima.
Durante uma conversa na delegacia o vigilante chegou a confessar o crime, mas na hora de realizar o depoimento formal ele resolveu permanecer calado por orientação de um advogado. Mesmo assim a polícia afirma que tem provas suficientes para indiciá-lo por estupro de vulnerável, principalmente por conta de um vídeo que foi gravado por uma testemunha que mostra o momento exato em que a criança sofre violência sexual.
Segundo o delegado regional de Balsas, Fagno Vieira, a vítima foi encaminhada para fazer exame de conjunção carnal, mas independente do resultado Antônio Sebastião será indiciado pelo crime de estupro.
“A prática de qualquer ato libidinoso já é suficiente para caracterizar o estupro e a vulnerabilidade no caso presente fica evidenciada em razão da pouca idade da vítima que é uma criança de sete anos e a legislação considera a vulnerabilidade quando a vítima tem menos de 14 anos que é o caso em espécie", explicou o delegado.

Polícia Civil prende acusado de estupro de vulnerável



Segundo informações da polícia, Edison Moreira e outro homem entraram na casa da vítima munidos de uma arma de fogo e praticaram o estupro contra menina de 11 anos.
ZÉ DOCA – A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Zé Doca, cumpriu mandado de prisão contra Edison Moreira da Silva, conhecido como Três Oi, acusado de estupro de vulnerável.
Segundo informações da polícia, no dia 13 de julho Edison Moreira e outro homem entraram na casa da vítima munidos de uma arma de fogo e praticaram o estupro contra menina de 11 anos.
Os acusados ainda roubaram da casa da vítima uma caixa de som, um botijão de gás e um aparelho celular. Esses objetos foram recuperados posteriormente com a Irinelza Silva da Cruz, que foi autuada como receptação, de acordo com a polícia.
Fontes: Imirante.com  e G1MA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja mais