CURTA AGORA MESMO NOSSA PÁGINA

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Incêndio atinge canavial da Cachaça Lira em Amarante


O Corpo de Bombeiros de Teresina informou que o incêndio que atinge o canavial da Fazenda Lira, em Amarante, está praticamente controlado. A assessoria informou que as guarnições dos Bombeiros que estavam no local, com um aúxilio também de um carro-pipa, já conseguiram conter quase todas as chamas.

O Corpo de Bombeiros não soube informar a proporção da devastação causada pelo fogo, mas garantiu que a fábrica da Cachaça Lira e o Lira Eco Parque - que ficam dentro da fazenda - não foram atingidos pelo incêndio. Os bombeiros disseram ainda que a área queimada é prediminantemente de vegetação seca e coqueiros.
Matéria original
Um incêndio de grandes proporções está atingindo, nesta terça-feira (21), o canavial da Fazenda Lira, no município de Amarante, a 160 km de Teresina. A Fazenda é responsável pela produção da Cachaça Lira.
O proprietário da fazenda, Haroldo Lira, disse que o fogo começou por volta das 11h. Em contato com o Cidadeverde.com, o proprietário disse que não podia falar muito porque estava ajudando a apagar o fogo. Não se sabe ainda a proporção exata da área queimada, mas Haroldo confirmou que as chamas já destruíram parte do canavial.
“Estamos tentando apagar o fogo neste momento, está destruindo tudo”, falou inconformado Haroldo Lira.
O Corpo de Bombeiros de Teresina informou que uma viatura da capital foi enviada ao local para ajudar a conter as chamas.  
Não se sabe ainda onde exatamente e porquê o fogo começou e as informações preliminares são que a família Lira acredita que é um incêndio criminoso, pois este é o segundo ano consecutivo que acontece.

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas

Final do Campeonato Guadalupe se de Futebol 2018.

Publicado por Francinaldo Publicidades em Domingo, 25 de novembro de 2018

Formatura dos Doutores do ABC da escola Alexandrino Mousinho.

Publicado por Francinaldo Publicidades em Domingo, 16 de dezembro de 2018

CONTATOS

CONTATOS