CURTA AGORA MESMO NOSSA PÁGINA

quarta-feira, 13 de março de 2019

Faz hoje seis anos que o Vaticano escolheu o Papa Francisco

O Vaticano anunciou em 13 de março de 2013, há seis anos, portanto, que o cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, de 76 anos à época, foi escolhido o novo Papa, adotando o nome Francisco. Assim, tornou-se o primeiro papa latino-americano e o primeiro jesuíta da história da Igreja Católica. A decisão foi anunciada após dois dias de conclave
Ele foi o escolhido para suceder Bento 16, que abdicou do Papado, no conclave que começou na terça-feira (12) e terminou dia 13, às 19h07 (15h07 de Brasília), quando a fumaça branca tomou a praça São Pedro, após cinco escrutínios. 
Bento 16 anunciara sua renúncia no dia 11 de fevereiro em um discurso pronunciado em latim durante um encontro de cardeais no Vaticano. Ao justificar sua decisão, o pontífice de 85 anos alegou fragilidade por conta da idade avançada.
O nome do novo papa foi revelado após o famoso "Annuntio vobis gaudium, habemus Papam" ("anuncio uma grande alegria: temos um papa"), feito pelo cardeal francês Jean-Louis Tauran. O nome papal escolhido pelo cardeal Bergoglio é Francisco 1º.
No momento do anúncio, os fiéis que aguardavam na praça São Pedro ficaram eufóricos. Houve uma comoção geral e o sentimento em muitos era de surpresa.
Primeiro papa latino-americano da história da Igreja Católica, Jorge Mario Bergoglio nasceu em Buenos Aires, capital da Argentina, em 17 de dezembro de 1936.
Foi ordenado sacerdote em 13 de setembro de 1969. O jesuíta foi nomeado bispo titular de Auca e auxiliar de Buenos Aires pelo papa João Paulo 2º em 20 de maio de 1992. No mesmo ano, ele foi confirmado como bispo titular da capital argentina em 27 de junho.
A nomeação como arcebispo também foi feita por João Paulo 2º em 3 de junho de 1997. Chegou ao posto de cardeal pelas mãos do mesmo papa em 21 de fevereiro de 2001.
Bergoglio é o 266ª papa da história da Igreja Católica. Filho de um casal de italianos --Mario e Regina Bergoglio--, o religioso jesuíta chegou a se formar como técnico químico, mas logo abraçou o sacerdócio e começou seus estudos religiosos no seminário de Villa Devoto, bairro da capital argentina.
Passados esses seis anos, o sempre bem-humorado Papa Francisco desceu do trono e se aproximou das pessoas, assumia uma Igreja em crise – em meio a diversos escândalos de pedofilia do clero, com divisões internas e perdendo fiéis e popularidade em todos os cantos do mundo – e após uma histórica renúncia, já que Bento 16 foi o primeiro pontífice a abdicar do trono de Pedro em quase 600 anos.
Sua eleição, por si só, foi repleta de ineditismos. Pela primeira vez, a Igreja Católica tem um líder latinoamericano. Pela primeira vez, um jesuíta. E, pela primeira vez, alguém adotava o nome Francisco – sugestão dada a Bergoglio pelo seu colega brasileiro, o cardeal emérito de São Paulo d. Claudio Hummes, que pediu a ele que não se esquecesse dos pobres.
A imagem da Igreja Católica mudou bastante, de modo positivo, graças ao trabalho de pastoral que o Papa Francisco tem desenvolvido sem cansaço.
Fonte: Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Resuma da semana com notícias do Francinaldo Publicidades. Vale apena assistir.

Publicado por Francinaldo Publicidades em Domingo, 14 de julho de 2019

Final do Campeonato Guadalupe se de Futebol 2018.

Publicado por Francinaldo Publicidades em Domingo, 25 de novembro de 2018

Missa na igreja Matriz Nossa Senhora de Guadalupe. Celebração: Padre Gilvan Dias Em 14/07/2019.

Publicado por Francinaldo Publicidades em Domingo, 14 de julho de 2019
ÚLTIMA NOITE DE CARNAVAL Guadalupe

Um pouquinho de Novo Xodó, no corredor da folia.

Publicado por Francinaldo Publicidades em Quarta-feira, 6 de março de 2019

CONTATOS

CONTATOS