CURTA AGORA MESMO NOSSA PÁGINA

terça-feira, 21 de maio de 2019

Beira-Mar quer lançar site para vender livros e ‘souvenirs’ da cadeia

Preso em regime de segurança máxima, o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, tem planos de lançar um empreendimento. Desde 2019, está em trativas para colocar no ar um site em que pretende divulgar sua história de vida, vender livros de sua autoria e souvenirs como camisetas, canecas e bonés sob a marca “FBM”.

O site seria administrado, em parte, a partir da cela que Beira-Mar ocupa na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Segundo sua advogada, Paloma Gurgel, agentes penitenciários revisam todo o material enviado ao preso, como textos e propostas de desenho das páginas. A demora na troca de correspondências seria, inclusive, motivo de demora na aprovação dos materiais.
Para executar as iniciativas, o jornalista e escritor Renato Homem foi contratado para o gerenciamento de conteúdo do site. Ele diz que não há data para o lançamento, mas a expectativa é que esteja no ar até o fim deste ano. 
“Vou escrever aquilo que ele, Fernando (Beira-Mar), deseja ver no site dele”, resume o escritor, que trabalhou como ghost writer no livro O Direito Penal do Inimigo, do traficante Marcio Santos Nepomuceno, o Marcinho VP. A aproximação com Beira-Mar teria ocorrido logo depois do lançamento, em outubro de 2017. 
Homem pretende fazer um trabalho semelhante com o conteúdo do site e com dois livros que Beira-Mar pretende lançar. O primeiro é fruto da monografia que o traficante escreveu para a conclusão de curso em Teologia, feito à distância enquanto cumpria pena. A segunda obra é uma autobiografia. Nenhum dos livros tem título definitivo.
Somadas, as penas de Beira-Mar chegam a 317 anos de prisão. Entre outras condenações, ele foi sentenciado em 2015 a 120 anos por liderar uma guerra de facções dentro do presídio Bangu I, na qual quatro rivais foram assassinados, em 2002. Ele está fora do Rio desde 2006, e desde então passou por três unidades de segurança máxima do sistema penitenciário federal: Catanduvas (PR), Porto Velho (RO) e Mossoró (RN). 

Em maio de 2017, ele foi transferido para o Rio Grande do Norte após a deflagração da Operação Epístolas, que através de investigações apontou que, mesmo do presídio, Beira-Mar ainda comandaria negócios que chegaram a movimentar R$ 9 milhões nos últimos anos. A ação da PF prendeu dez de seus parentes.

Fonte: Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Final do Campeonato Guadalupe se de Futebol 2018.

Publicado por Francinaldo Publicidades em Domingo, 25 de novembro de 2018

#COMPARTILHE Transmissão da Santa Missa, direto da igreja Nossa Senhora de Guadalupe. Em 09 de Junho de 2019. Celebração: Padre Gilvan Dias

Publicado por Francinaldo Publicidades em Domingo, 9 de junho de 2019
ÚLTIMA NOITE DE CARNAVAL Guadalupe

Um pouquinho de Novo Xodó, no corredor da folia.

Publicado por Francinaldo Publicidades em Quarta-feira, 6 de março de 2019

CONTATOS

CONTATOS