MASIGNCLEAN101

Criminosos obrigaram mãe ver execução do filho de 11 anos no Piauí

Na casa do garoto de 11 anos de idade, assassinado com mais de oito tiros na localidade Aves Verdes, na zona rural de Teresina, o sentimento é de tristeza e pedidos por Justiça. O relato de testemunhas é que os dois criminosos invadiram a casa e ainda obrigaram a mãe a presenciar o crime. 

O caso ocorreu nesta terça-feira (17) enquanto a criança estava dormindo no quarto. Além dos disparos de arma de fogo, os atiradores usaram um facão para lesionar a vítima na mão e na cabeça. 
"Tô muito triste. Ele era uma criança e não merecia uma morte tão cruel. Quero Justiça. A mãe dele é uma sofredora, tentou de tudo. Andava atrás dele para internar, mas não conseguia, colocava ele na escola e ele era expulso. Muita gente diz que a mãe é culpada, mas nenhuma mãe bota o filho em um caminho desses. Ele podia se recuperar",  disse a avó Regina Maria dos Santos. 
João Vitor Alves de Sousa, conhecido como Parruto, morava com a mãe, o padrasto e uma das irmãs de oito anos de idade que também estava no quarto. 
"A mãe estava saindo com um copo de café e ia acender o fogo quando eles chegaram, pararam a moto, disseram "polícia" e pra ela não correr. Botaram ela pra assistir.  Minha filha viu tudo e eles mandaram minha netinha que tava dormindo correr. Foi muito cruel. Levantaram o lençol para ter certeza que era ele. Por mais errado que ele fosse, não merecia", contou a avó. O garoto foi velado em casa e enterrado na manhã  desta quarta-feira (18).
O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP).

Fonte: Fala Piauí

Veja Mais

Fique em casa, nós levamos as notícias até você...