MASIGNCLEAN101

Mais de 10 funcionários do Lacen-PI são afastados após contraírem coronavírus

Mais de 10 funcionários do Laboratório de Saúde Pública do Piauí (Lacen) testaram positivo para o novo coronavírus. Na manhã deste domingo (3) o prédio da unidade, no bairro Primaveira, na zona Norte, passa por sanitização. 

A denúncia é do Sindicato dos Empregados em Estabelecimento de Saúde do Piauí (Sindespi). A entidade sindical afirma que 17 funcionários foram diagnosticados com Covid-19. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) diz que só tem conhecimento de 13 casos e que todos "foram afastados de suas atividades, como determina as normas da Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde". 
"Estamos querendo providências, resultados, até agora são 17 pessoas contaminadas. Essa pessoas já contaminaram quantas? Os funcionários estão apavorados, com medo de trabalhar, de entrar no Lacen. Não estão dando assistência aos prestadores de serviços que foram contaminados e foram mandados voltar para casa e ficar isolados por 15 dias. Esse pessoal não tem nem dinheiro para comprar remédio. O servidor infectado merece ser tratado com respeito. Todos os funcionários devem receber também o adicional de 40% de insalubridade ", declara Geane Sousa, presidente do Sindespi. 
A direção do Lacen, por questões éticas, prefere não detalhar os casos de coronavírus confirmados na unidade, mas disse ao Cidadeverde.com que alguns servidores tiveram que ser afastados por estarem com o psicológico abalado. 
A diretora do Lacen, Walterlene Carvalho, afirma que o Laboratório segue todas medidas de biosegurança e que, mesmo sem sintomas, todos os funcionários estão sendo testados para coronavírus.  De acordo com a direção, assistência psicológica e médica também estão sendo oferecidas aos servidores. 
"Mesmo sem sintomas estão fazendo, embora esse não seja o protocolo do Ministério da Saúde, mas estamos fazendo para dar segurança. O Lacen adotou todas medidas de biosegurança. Mas, geralmente os profissionais trabalham em outros locais, e se expõem ao risco", disse a diretora. 
Para sanar a necessidade de pessoal e atender a demanda, diante do afastamento dos servidores, a Sesapi convocou profissionais aprovados em teste seletivo para atuar na unidade. 
"Esses profissionais afastados não trabalhavam na área Covid-19, com isso não houve prejuízo algum na realização e divulgação dos exames.  O Lacen-PI adotou também a transferência da recepção de outros agravos para a Unidade da Rua Coelho Rodrigues, no Centro de Teresina, ficando a Unidade do bairro Primavera exclusiva para a recepção de amostras de Covid-19. O laboratório ressalta ainda, que foram convocados profissionais do processo seletivo simplificado para atuar na unidade, além da alocação de profissionais da Rede Estadual de Saúde, para a unidade. Os exames de outro agravos também não foram prejudicados, já que estas amostras não chegam nos finais de semana", diz nota da Sesapi.
A Sesapi informa, ainda, que atualmente o Lacen só está recebendo amostras de Sars-Covid-19, mas a expectativa é que até o final da semana sejam retomadas as atividade normais.

Izabella Pimentel
izabella@cidadeverde.com 

CLIQUE AQUI

Veja Mais