MASIGNCLEAN101

Sensação é de descontrole da pandemia, diz diretor do Hospital de Floriano

O diretor do Hospital Regional Tibério Nunes, o médico Justino Moreira, declara que o crescente número de casos do novo  coronavírus na cidade de Floriano é preocupante. A sensação, segundo o médico, é de "descontrole da pandemia no momento".

A cidade chegou a ser referência no tratamento da doença no Piauí, chamando, inclusive, a atenção do presidente Jair Bolsonaro, que enviou em maio uma comitiva com a ministra Damares Alves para conhecer o protocolo adotado na cidade, em especial no hospital regional, referência no tratamento da doença na cidade.
 
O gestor acredita que o aumento dos casos é multifatorial porque "após longos dias de isolamento (social) ocorre um relaxamento natural pelas pessoas" em relação ao cumprimento das medidas preventivas, como manter o distanciamento social e o uso da máscara de proteção facial. 
"A situação de Floriano ainda é uma situação muito preocupante porque nós temos um número crescente a cada semana. A gente teve em torno de 65 (casos) há três semanas, depois 77 (casos), de 143. Talvez a gente supere os 200 casos nesta semana. A gente está subindo de forma muito rápida. Isso tem lotado a unidade de referência para Covid-19 na cidade. Tem sido uns 200 atendimentos por dia".
Justino Moreira relata que o hospital tem "feito muitos testes (da Covid), pegando famílias inteiras, a sensação é de descontrole da pandemia no momento. Isso tem nos preocupado".
O diretor acrescenta que houve o aumento das equipes para atender a demanda dos casos suspeitos e confirmados para o novo coronavírus no hospital regional. "Tem-se aumentado o número de equipes, mas as equipes também se contaminam. É difícil. O trabalho fica dobrado para quem fica".
 
"Quanto ao hospital, a situação na UTI é mais tranquila porque a gente tem 15 leitos, sendo oito ocupados. Os leitos clínicos, que tínhamos a previsão de 30 leitos, estamos com uns 24 ocupados, uma quase lotação".
O diretor disse que alguns em alguns tratamentos os pacientes vão até o hospital tomam a medicação e retornam para casa, nos dias marcados pela equipe médica. "Nisso, a gente acaba não precisando internar".
 
Justino Moreira afirma que há planos de expansão no hospital para que a unidade tenha condições de atender uma demanda maior de pacientes. 
Na semana passada, a Prefeitura de Floriano determinou o uso obrigatório da máscara de proteção facial em locais públicos. O não uso poderá gerar multa e aplicação de TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) na delegacia. 
Outra medida anunciada pela gestão municipal para barrar o aumento da transmissão da doença na cidade é a adoção do lockdown, permitindo apenas a abertura de serviços essenciais durante este e o próximo fim de semana, dias 08, 09, 15 e 16 de agosto. 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Veja Mais

Fique em casa, nós levamos as notícias até você...