MASIGNCLEAN101

Vereadora de Bertolínia morre ao bater com a cabeça durante atividade física

A vereadora de Bertolínia, Arlete Pereira, de 40 anos, morreu na manhã dessa terça-feira (04/08) após sofrer um acidente enquanto fazia atividade física.
Ela ainda foi encaminhada rapidamente para o Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, mas não resistiu. A vítima teria sofrido aneurisma cerebral ao bater com a cabeça.

Arlete foi eleita vereadora em 2016 pelo PSD, conquistando 190 votos no município. Ela atuava também como professora do Ensino Fundamental e era bastante querida na cidade.
Em nota, a Câmara Municipal de Bertolínia manifestou “o mais profundo pesar” pela morte da parlamentar.
“As pessoas são os sentimentos que carregam, sua generosidade, delicadeza, amizade, alegria... serão para sempre guardadas em nossos corações. A Câmara compartilha este momento de dor com a família e com a sociedade, que muitos anos, pode contar com os trabalhos da vereadora o Poder Legislativo bertoliniense”, diz trecho. 


Click for comments 6 Comment:

  1. Mais atenção aí divulgar a notícia, ela primeiro teve um mal súbito e desmaiou batendo a cabeça aí silo tendo traumatismo craniano, não foi a atividade física que a matou, pois a atividade física faz é bem para saúde!

    ResponderExcluir
  2. Mais atenção ao divulgar a notícia, ela primeiro teve um mal súbito e desmaiou batendo a cabeça ao solo que provocou umtum craniano, não foi a atividade física que a matou, pois a atividade física faz é bem para saúde!

    ResponderExcluir
  3. Mais atenção ao divulgar a notícia, ela primeiro teve um mal súbito e desmaiou batendo a cabeça ao solo provocando
    traumatismo craniano, não foi a atividade física que a matou, pois a atividade física faz é bem para saúde!

    ResponderExcluir
  4. Realmente quedas não provocam aneurismas.

    ResponderExcluir
  5. A verdadeira questão que se tem por que estão dizendo que ela estava em uma caminhada se realmente ela estava fazendo musculação em uma academia( nem se quer tinha um profissional habitado para estar instruindo-a), onde a mesma deveria estar fechada por decreto municipal e estatual. Será que estão omitindo por ela seria uma vereadora do municipio e conhecer as regras do decreto. Pois a mesma foi socorrida pelo samu dentro do estabelecimento citado a cima. Cabe as autoridades do municipio averiguar corretamentre o acontecido e parar de ouvir falatórios.

    ResponderExcluir

Veja Mais

Fique em casa, nós levamos as notícias até você...