MASIGNCLEAN101

Vacinação de adolescentes no Piauí seguirá Plano Nacional de Imunização

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, reafirmou, em entrevista nesta quarta-feira (14), o que defendeu o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, sobre antecipar vacinação contra a Covid de adolescentes de 12 a 18 anos. Florentino ressaltou que a decisão “descumpre” o Plano Nacional de Imunização (PNI).



A capital do Maranhão, São Luís, iniciou hoje a vacinação de adolescentes com 16 anos ou mais. Sobre o Piauí iniciar imunização deste público, o secretário ressaltou que é importante esta faixa etária ser vacinada o quanto antes, mas afirmou que ainda não há vacinas disponíveis para tal e que a consequência desta decisão pode ser a falta de imunizante para os públicos prioritários definidos pelo PNI. 

“Temos que cumprir o PNI. Se nós em algum momento inovamos, incluímos  determinadas situações que não estão previstas no plano, estamos descumprindo o PNI e utilizando uma quantidade de vacina que nós não recebemos para aquela faixa, grupo etário ou categoria essencial. Se aplicar vacina em quem não está referendado pelo PNI, vai faltar  vacina para quem está referendado pelo PNI”, disse o secretário Florentino.

O secretário disse que, caso o Ministério da Saúde autorize a vacinação adolescentes de 12 a 18 anos, a prioridade deve ser o que possuem comorbidades. Ele defende o diálogo e o consenso entre os estados.

13% da população imunizada

O secretário Florentino fez, ainda, um balanço da vacinação contra a Covid no Piauí. De acordo com ele, 13% da população piauiense já foi imunizada com duas doses da vacina. “São cerca de 400 mil piauienses imunizados”, informou.

Com apenas 1º dose da vacina, 35% foram vacinados. O secretário fez um alerta sobre a importância do retorno aos postos de vacinação para a aplicação da segunda dose dos imunizantes e sobre  a manutenção das medidas sanitárias para evitar a proliferação do coronavírus.

“Chamamos atenção para que você que tomou a primeira dose compareça nos postos de vacinação na data marcada para a segunda dose. Aqueles que tomaram a segunda dose e quem ainda não se vacinou fique atento ao calendário,  e não perca o costume de usar máscara, usar álcool em gel, sair de casa quando for extremamente necessário e evitar aglomeração porque as medidas preventivas são eficazes e as autoridades sanitárias e estão a todo momento recomendando  que estas medidas continuem”, acrescentou o secretário. 


Izabella Pimentel
izabella@cidadeverde.com


Postagens mais visitadas