Francinaldo Publicidades - Guadalupe

Em uma disputa de narrativas, os governos da Rússia e da Ucrânia travam uma batalha também fora das trincheiras de guerra. Os países têm discursos antagônicos sobre ataques a civis.



Na sessão extraordinária da Organização das Nações Unidades (ONU), nesta segunda-feira (28/2), os embaixadores russo e ucraniano trocaram acusações. A Ucrânia diz que a população civil está na mira das tropas russas, que nega veementemente.

Minutos após o embaixador da Rússia na entidade, Vasily Nebenzya, chamar de “fluxo sujo de mentiras” as denúncias, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, divulgou um balanço de ataques.

O levantamento aponta que a Rússia disparou quase 200 artefatos contra cidades da Ucrânia, sendo 56 foguetes e 113 mísseis de cruzeiro.

“Kharkiv é uma cidade pacífica, há áreas residenciais, não há instalações militares. Dezenas de testemunhas relataram que não se trata de uma investida falsa, mas de destruição deliberada de pessoas. Os russos sabiam onde estavam atirando”, disse o presidente ucraniano.

Embate na ONU

A Ucrânia vive o quinto dia de ataques. Kiev, capital e coração do poder, e Kharkiv, segunda maior cidade ucraniana, estão sob fortes bombardeios. Civis teriam sido alvejados pelas tropas russas.

Nebenzya, nega que o país esteja bombardeando civis. “Esse é um fluxo sujo de mentiras sujas. Uma característica do nosso tempo”, declarou o embaixador russo.

Logo após a fala, o embaixador da Ucrânia na ONU, Sergiy Kyslytsya, rebateu as informações. Segundo ele, mais de 350 civis foram mortos. “Não ouçam as mentiras dos russos. Ouçam o choro dos ucranianos”, ponderou.

“A Rússia está atacando creches, hospitais, brigadas de ajuda de saúde, ambulâncias… População de Kiev está sendo alvo dos russos. Eles estão determinados a matar civis. Isso é crime de guerra”, defendeu.

Comboio

Imagens de satélite mostram que as forças terrestres russas estão indo em direção a Kiev. A estimativa é de que o comboio tem 27 quilômetros e é composto por centenas de tanques, blindados e outros veículos de guerra.

Russos em Kharkiv, na Ucrânia, estão se rendendo, diz prefeito

Segundo informações de agências internacionais de notícias, há centenas de veículos cercando a cidade. A rota seria a região do aeroporto de Hostomel, a pouco mais de 30 quilômetros do centro da capital ucraniana.

Em pronunciamento ao vivo de Washington, nesta segunda-feira, o governo dos EUA foi categórico. “Russos continuam avançando em direção a Kiev”, alertou o porta-voz do Pentágono, John Kirby.

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

CLIQUE NA IMAGEM E SAÍBA MAIS

clique na imagem e você será direcionado para nosso instagram