Francinaldo Publicidades - Guadalupe

Deputados da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) aprovaram a proposta de incorporação de 4,7% nos salários dos professores da rede estadual. Com isso, o reajuste total será de 14,17%.


A votação teve votos contra a proposta, que foram dos deputados, Belê Medeiros, Marden Menezes (Progressitas), Júlio Arcoverde (Progressitas), Teresa Britto (PV). 

Um dos opositores, o deputado Marden Menezes pontou que o aumento, na prática não causa nenhum impacto no salário dos professores. “Não é um reajuste, é uma ficção, uma enganação e maldade contra os professores, que só nesse último governo de Wellington Dias perderam mais de 50% de reajustes devidos para seus salários”, afirmou. 

Categoria defende um reajuste maior

Na terça-feira (29), professores da rede estadual realizaram um protesto em frente a ALEPI, a categoria também informou que com a aprovação da proposta de reajuste feita pela assembleia, a greve deverá continuar.

“O governo insiste em desvalorizar nossa categoria. A proposta entregue ao governador, que foi aprovada em assembleia, é de 33,24% agora e os 17% que somam os anos de 2019 e 2020 nós aceitamos de forma parcelada. Já o projeto que está aqui na ALEPI é de apenas 4,17%, que é uma incorporação lá do ano de 2019. Os 10% que ele tanto fala é referente ao percentual que ele vai dar para todas as categorias. É um governo maléfico que não nos representa e que insiste em desvalorizar nossa categoria”,  informou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí (Sinte-PI), Paulina Almeida.


Fonte: Piauíhoje

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe