Francinaldo Publicidades - Guadalupe

Após o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Lei, bater o martelo e afirmar que vai permanecer no PSDB, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, disse que "nada muda" e que ainda terá uma candidatura própria para o Planalto nas eleições deste ano. Nas últimas semanas, o PSD vinha tentando o governador do Rio Grande do Sul para participar da disputa.



"Quero desejar boa sorte ao Eduardo Leite, é um valoroso quadro, jovem, bem preparado, e não é fácil sua decisão de deixar o partido", disse Kassab sobre o dirigente gaúcho, durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (28).

O líder do PSD ainda afirmou que o partido "está muito tranquilo" com o anúncio de Leite, e que um novo candidato para presidencial será apresentado em breve, mesmo com o prazo apertado para a decisão. Kassab não quis compartilhar qual nome está sendo sondado pelo partido.

Este é o segundo revés do PSD, que antes apostou na candidatura do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para a corrida presidencial. O senador, no entanto, desistiu da disputa para exercícios de ginástica no comando do Congresso.

Kassab também será confirmado que o partido não fará qualquer acerto com o PT mesmo que ele tenha dado as sinalizações de apoio, alegação ainda não ser impossível que isso acontecesse ainda no primeiro turno. "Você acredita nisso?" Ao ser questionado sobre o tema, dizendo ser "evidente", as ações do partido, como as sucessivas tentativas de lançamento de nomes ao Planalto, não se formaram aliança com os petistas.

Sobre o turno PT no segundo turno, Kassab disse que, ao lançar uma candidatura, não pode "admitir que não estará no segundo turno".

Fonte: Estadão Conteúdo

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe