Francinaldo Publicidades - Guadalupe

A Polícia Militar do Piauí interrompeu, nessa quinta-feira (19), a instalação de estruturas para realização de um show do cantor Wesley Safadão e da banda Chicabana, em Miguel Alves (veja o vídeo acima). A ação aconteceu após um decreto municipal proibir eventos não-oficiais em homenagem ao aniversário da cidade.



Conforme o deputado estadual Oliveira Neto (PT), responsável pela divulgação do evento, as apresentações estavam programadas para o dia 23 de maio, véspera do aniversário de 110 anos de Miguel Alves e seriam realizadas em um terreno próximo às PI-110 e 112. O ingresso custaria 2 kg de alimentos não perecíveis.

Em nota, o gestor afirmou que deu suporte apenas para a divulgação e que o evento foi organizado por um grupo de 20 amigos empresários, com recursos próprios (confira o posicionamento na íntegra ao fim da reportagem).

Em decreto publicado no dia 28 de abril, no Diário Oficial dos Municípios, o prefeito Francisco Antonio Rebêlo de Paiva, o Veim da Fetraf (PL), determina a suspensão de eventos não-oficiais durante os dias 22, 23 e 24 de maio, período de atividades festivas em comemoração ao aniversário de Miguel Alves.

“Fica proibida a realização de shows, festas e eventos com fins lucrativos, sociais ou públicos, com ou sem cobrança de entrada, realizados em recinto fechado ou aberto, entre os dias 22, 23 e 24 do mês de maio, por se tratar de data destinada às atividades festivas em comemoração a emancipação desta municipalidade”, diz trecho da determinação.

Além disso, segundo o superintendente de Arrecadação e Tributos da Secretaria de Economia do município, Thiago Andrade, o evento é irregular por não responder aos demais critérios adotados pela Prefeitura do município.

"Nós constatamos que o evento está de maneira completamente irregular, o local é completamente inviável porque fica na zona rural, vai atrapalhar o trânsito de ambulâncias, de ônibus. Nem foi informado o fechamento de vias públicas para que seja desviado o trânsito. O município tem a legislação que regulamenta a concessão e autorização de eventos”, explicou o superintendente.

Entre as atividades festivais previstas pela Prefeitura de Miguel Alves, estão shows do trio Gonzaga Lu e da banda Versículo 1 no dia 23 de maio, e dos cantores Mano Valter, Felipe Amorim, GPzin e Luketa, no dia 24 de maio.

Para Oliveira Neto (PT), o decreto da Prefeitura de Miguel Alves pode ter sido motivado por razões políticas e emitido apenas para impedir a realização de eventos organizados por pessoas que não compõem a atual gestão municipal.

Na quinta-feira (19), o deputado esteve no local em que aconteceria o evento, para acompanhar a montagem do palco e detalhes da organização, quando foi surpreendido pela Polícia Militar e técnicos da Prefeitura de Miguel Alves, que desmontaram a estrutura que estava sendo feita. O momento foi registrado em vídeo.

 

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe