Francinaldo Publicidades - Guadalupe

Um acidente nesta terça-feira (17) entre um ônibus de viagem e uma carreta deixou ao menos 11 pessoas mortas, na BR-163, em Vera (MT). A informação foi confirmada pelo Governo de Mato Grosso, que divulgou ainda que o veículo seguia da capital, Cuiabá, até o município de Sinop (MT), distante 503 km.



De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o veículo transportava 46 pessoas, incluindo o condutor no momento do acidente. Imagens mostram que a lateral do ônibus, perto do banco do motorista, foi arrancada no acidente.

Segundo o policial rodoviário federal, Leonardo Ramos, o número de vítimas fatais pode aumentar, já que muitas pessoas foram socorridas em estado grave. "É uma tragédia que nunca aconteceu na nossa região. Número elevado de vítimas fatais, muitas vidas ceifadas".

O motorista do ônibus, que ainda não foi identificado, teve o braço amputado após a colisão. Ele foi socorrido em estado grave por uma aeronave do Ciopaer e levado para o Hospital Regional de Sinop.

A Rota do Oeste, concessionária responsável pelo trecho, precisou interditar o local para resgate das vítimas que sobreviveram e retirada dos destroços. O Corpo de Bombeiros atuou ao longo do dia no local.

Em análise preliminar, Ramos constatou marcas de frenagem na pista contrária, que podem indicar que o motorista do ônibus invadiu a contramão e há a possibilidade do condutor ter dormido ao volante, o que só poderá ser confirmado após a perícia.

O motorista da carreta, que estava carregada com soja, também foi socorrido com ferimentos leves.

A reportagem entrou em contato com a Expresso Itamarati, responsável pelo ônibus, mas a empresa não se posicionou até o momento. As vítimas ainda não foram identificadas.

A assessoria da PRF informou que diversas partes da carreta foram arremessadas no piso inferior do ônibus, que tinha dois andares.

Já no piso superior foi observada a queda do teto do veículo, causada provavelmente pela queda de uma parte grande da carroceria da carreta sobre o teto do ônibus.

O trecho da rodovia precisou ser interditado para retirada das vítimas e limpeza da pista, mas já foi completamente liberado.

Fonte: BRUNA BARBOSA (UOL/FOLHAPRESS)CUIABÁ, MT


Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe