Francinaldo Publicidades - Guadalupe

O presidente do Sindicato dos Donos de Postos de Combustíveis do Piauí (Sindipostos), Alexandre Valença, criticou o Governo do Piauí após informar que mudou a base de cálculo do ICMS no estado para reduzir o impacto no preço dos combustíveis. Para Valença, o impacto será pequeno e a população só sentirá a redução se o Governo reduzir a alíquota do ICMS a 18%. Isso faria o preço da gasolina, por exemplo, reduzir R$ 0,90 no Piauí. 



“Já são mais de 17 estados que aderiram à lei que reduziu a alíquota do ICMS para 18%. O Piauí ainda insiste na Justiça contra isso. O piauiense paga 31%, sendo que o estado de Pernambuco vai pagar 18% no ICMS. O Maranhão logo vai aderir e o que vai acontecer? O piauiense vai ficar pagando muito mais caro pelo combustível do que os estados vizinhos. Será uma diferença gritante”, destacou Alexandra Valença. 

Com a demora em aderir à PL 18, que reduz o ICMS a 17%, o presidente do Sindipostos prevê que os empresários donos de postos no Piauí que ficam localizados próximos à divisas quebraram em poucos dias. Isso porque o consumidor irá preferir abastecer no estado vizinho do que no Piauí. 

“O teresinense vai correr para abastecer em Timon porque vai ser uma diferença de preço gritante. Três pontes será pouco para quantidade de carro que irá para o Maranhão. Nós, empresários, ficaremos extremamente prejudicados porque o piauiense não vai mais abastecer no estado. Isso já acontece com o diesel e agora vai acontecer com a gasolina e o álcool também. 

Mudança na base de cálculo do ICMS

Sobre a notícia que o Governo do Piauí reduziu a base de cálculo do ICMS no estado para reduzir o impacto no preço dos combustíveis, o presidente do Sindipostos diz que a redução será muito pouca. 

Nos últimos dias houve uma redução no preço da gasolina, mas, segundo Alexandre Valença, por causa do congelamento dos impostos federais. O que não tem relação com essa mudança na base de cálculo anunciada pelo Governo do Piauí e que entrou em vigor em 1º de julho. 

“Essa baixa nos últimos dias é reflexo da isenção do imposto federal. Houve uma queda significativa. Antes, a gasolina estava a R$ 8,29. Hoje, temos gasolina de R$ 7,45. Alguns estados estão sacudindo notícias distorcidas para tentar dizer que foi o estado que deu esse desconto, quando na verdade foi um desconto feito pela isenção dos impostos federais”, explicou Valença. 

Nataniel Lima
redacao@cidadevede.com 

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe