Francinaldo Publicidades - Guadalupe

Vídeo mostra pedófilo com criança momentos antes de abuso em escada.

Câmera de segurança do prédio onde mora o pedófilo preso em flagrante nessa quarta-feira (20/07) após desaparecer com uma menina de 12 anos e obrigá-la a fazer sexo oral nele mostram o momento que ele encontrou uma outra vítima para cometer abusos. O vídeo é de 14 de julho, em um bloco residencial da Asa Sul. As informações são do Metrópoles.



Segundo apurações da 1ª DP (Asa Sul), o criminoso fazia diversas vítimas, não só meninas, mas também garotos. Neste caso específico, ele teria dito para a menor que eles usariam as escadas, pois a mãe dele estava dentro do apartamento.

Veja o vídeo aqui!

A prática, de acordo com o que foi levantado pela Polícia Civil (PCDF) até agora, era rotineira. Até mesmo a lixeira do prédio já teria sido utilizada para os crimes.

O aparelho celular do homem foi apreendido e passará por perícia. A expectativa é que a investigação dure meses pela quantidade de mensagens e vítimas. Há a possibilidade de crianças de outros estados terem sido abusadas.

Justiça manteve pedófilo preso

O pedófilo teve a prisão convertida em preventiva em audiência de custódia realizada nesta quinta-feira (21/07). O homem de 34 anos deverá aguardar o julgamento preso no Centro de Detenção Provisória (CDP), no Complexo Penitenciário da Papuda.

O suspeito foi preso sob a acusação de manter e divulgar fotos e vídeos de pornografia infantil. Segundo a PCDF, ele mantinha contato com a menina havia vários dias. Na delegacia, ela depôs contra o homem e disse que foi obrigada a fazer sexo oral nele.

O estupro da adolescente teria ocorrido na última quinta-feira (14/07) na escadaria do prédio onde o suspeito mora. O homem é solteiro, desempregado e vivia com a mãe idosa.

De acordo com as investigações conduzidas pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), a menina e o adulto teriam se conhecido em um grupo de jogos infantis do Facebook, no qual ele se passou por um adolescente. Pensando se tratar de um garoto, a menina manteve contato com o homem e teria enviado fotos e vídeos para ele. Sob poder das imagens, o pedófilo teria ameaçado divulgar o conteúdo para os pais da garota, caso ela contasse algo.

Segundo a PCDF, o autor também teria vendido o contato telefônico da vítima para outros pedófilos, que passaram a extorqui-la. Diante da pressão, a jovem, que mora na comunidade Cobra Coral, na Asa Sul, fugiu de casa, com medo.

Além de responder por manter e divulgar fotos e vídeos de pornografia infantil, o preso pode ser indiciado por estupro de vulnerável e extorsão. Caso seja condenado, pode pegar mais de 30 anos de prisão.

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe