Francinaldo Publicidades - Guadalupe

A missão do Corinthians não era fácil na noite desta terça-feira (02/08). Pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores, o time enfrentaria o Flamengo, atual vice-campeão do torneio e invicto nesta edição da competição sul-americana, na Neo Química Arena. Desfalcado de última hora de Willian, o time alvinegro não foi páreo para o ótimo futebol ofensivo da equipe rubro-negra. Com gols de Arrascaeta e Gabigol, a equipe carioca venceu por 2 x 0 fora de casa e encaminhou a classificação para as semifinais. As informações são do Metrópoles.



Ao Corinthians, resta partir para o ataque na próxima terça-feira, no Maracanã. O time precisará vencer a partida de volta por dois gols de diferença para levar a disputa para os pênaltis. O Alvinegro só avançará direto se vencer o Flamengo por três gols de diferença no Rio de Janeiro.


O primeiro tempo começou com os dois times trocando passes e sem muita pressa para chegar ao gol adversário. Do lado do Corinthians, o técnico Vítor Pereira optou por escalar cinco jogadores em seu meio-campo, três volantes (Du Queiroz, Cantillo e Maycon) e dois meias (Adson e Gustavo Mosquito), montando sua equipe no sistema 4-5-1, o que demonstrava preocupação em seu sistema defensivo.

A ideia do treinador era de que o time, com a posse de bola, passasse a atacar o Flamengo em um 4-4-2 ou até mesmo em um 4-3-3, com um dos seus meias, Adson ou Gustavo Mosquito, chegando ao ataque para ajudar Yuri Alberto na conclusão das jogadas. Só que o que se viu em campo em nada parecia com isso.


Nervoso, o Corinthians teve uma primeira chance no início do jogo, quando Maycon aproveitou rebote após escanteio e bateu por cima do gol. Maycon tentava colocar a bola no chão, mas aos 11 minutos ele deixou o jogo. Thiago Maia chegou atrasado para a dividida e pegou firme no tornozelo do volante, que saiu para a entrada do argentino Fausto Vera.

Aos poucos, o Flamengo começou a encaixar sua troca de passes vertical e em velocidade. Aos 32, o time rubro-negro conseguiu abrir espaço para Arrascaeta arriscar de fora da área para boa e segura defesa de Cássio no canto esquerdo da sua meta.


Mas o sistema defensivo corintiano, que até que cumpria bem as determinação de seu treinador, falhou feio aos 37 minutos da primeira etapa e o Flamengo saiu na frente. Em jogada do ataque rubro-negro, a bola sobrou para Cantillo do lado direito da defesa. O jogador não deu um chutão para afastar o perigo, tocou a bola fraca, que desviou em João Gomes e sobrou para Arrascaeta, que bateu no ângulo esquerdo de Cássio, sem chance para o goleiro.

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe