Francinaldo Publicidades - Guadalupe

O candidato a governador do Piauí, Rafael Fonteles (PT), ampliou vantagem na disputa ao Karnak na pesquisa de intenção de voto estimulada do Instituto Amostragem, divulgada na madrugada desta segunda-feira (19). 



Considerando somente os votos válidos, ou seja, quando se exclui os brancos, nulos e indecisos, Rafael Fonteles mantém a liderança com 48,72%, avançando 1,78% em comparação ao levantamento feito na semana passada quando o petista oscilava de 46,53% a 50,91% na margem de erro.

Silvio Mendes (União Brasil) vem na sequência com 44,55% das intenções de votos válidos, caindo 0,79% no comparativo com a pesquisa anterior, mas dentro da margem de erro da amostra, que é de 2,19 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 16 de setembro, com 2 mil eleitores em 90 municípios piauienses.

Coronel Diego Melo (PL) é o terceiro colocado com 1,74% dos votos válidos. Gessy Lima  (PSC) aparece com 1,5% dos votos válidos. Gustavo Henrique (Patriota) soma 1,31%; e Lourdes Melo (PCO) registra 0,81%.  A candidata Madalena Nunes (PSOL) soma 0,56% dos válidos; Geraldo Carvalho (PSTU) tem 0,5% e Ravenna Castro (PMN) soma 0,31% dos válidos.

Com apoios, Rafael venceria no 1º turno

Com os apoios do candidato a presidente Lula e do candidato a senador Wellington Dias, Rafael Fonteles lidera a pesquisa de intenção de voto estimulada do Instituto Amostragem, somando 55,11% nos válidos, ou seja, quando se exclui brancos/nulos e os indecisos.

Sílvio Mendes (União Brasil) aparece em segundo ao receber o apoio do ministro Ciro Nogueira ficando com 35,68%. O candidato Coronel Diego (PL) com apoio do presidente Jair Bolsonaro, candidato a reeleição, tem 3,6%. Gessy Lima (PSC) com apoio do Pastor Everaldo soma 2,07%.

O candidato Gustavo Henrique (Patriota) com apoio de Fred Costa tem 1%. O candidato Geraldo Carvalho (PSTU) com apoio de Zé Maria soma 0,95%. Madalena Nunes (PSOL) com apoio de Juliano Medeiros aparece com 0,71%.

Lourdes Melo (PCO), com o apoio de Rui Costa Pimenta tem 0,53%. Já Ravenna Castro (PMN) com apoio de Carlos Massarolo soma 0,35%. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) considera os votos válidos na divulgação do resultado oficial das eleições.

Cenário com os brancos, nulos e indecisos

Nesse cenário, ao se considerar os brancos/nulos e os indecisos, Rafael Fonteles (PT) com os apoios do candidato a presidente Lula e do candidato a senador Wellington Dias, soma 46,65% das intenções de voto.

Sílvio Mendes (União Brasil) aparece em segundo ao receber o apoio do ministro Ciro Nogueira ficando com 30,2%. O candidato Coronel Diego (PL) com apoio do presidente Jair Bolsonaro, candidato a reeleição, tem 3,05%. Gessy Lima (PSC) com apoio do Pastor Everaldo soma 1,75%.

O candidato Gustavo Henrique (Patriota) com apoio de Fred Costa tem 0,85%. O candidato Geraldo Carvalho (PSTU) com apoio de Zé Maria soma 0,8%. Madalena Nunes (PSOL) com apoio de Juliano Medeiros aparece com 0,6%.

Lourdes Melo (PCO), com o apoio de Rui Costa Pimenta tem 0,45%. Já Ravenna Castro (PMN) com apoio de Carlos Massarolo soma 0,3%. Aqueles que apontaram que pretendem votar branco/nulo somam 1,55%; os que sinalizaram nenhum/ninguém chegam a 5,15%. Por fim, os eleitores que não sabem ou não opinaram são 8,65%.

Na estimulada, Rafael tem 39,1% e Silvio 35,75%

Quando se consideram os brancos, nulos e indecisos, o cenário mostra o candidato petista Rafael Fonteles com 39,1% das intenção de voto estimulada, seguido pelo candidato Silvio Mendes (União Brasil), que aparece com 35,75% da intenção de voto estimulada, ou seja, quando são apresentados os nomes dos concorrentes aos entrevistados. Os dois aparecem tecnicamente empatados dentro da margem de erro da amostra. 

No comparativo com o levantamento feito entre os dias 05 e 09 de setembro, Rafael Fonteles cresceu 1,1% e Silvio Mendes caiu 0,95%; ambos os movimentos foram dentro da margem de erro de 2,19%.

Em terceiro lugar aparece o candidato Coronel Diego Melo (PL) com 1,4%; seguido por Gessy Lima (PSC) com 1,2%. O candidato Gustavo Henrique (Patriota) é o quinto colocado na pesquisa, alcançando 1,05% das menções; na sequência vem Lourdes Melo (PCO), somando 0,65% das intenções de voto.

A pleiteante do PSOL, a servidora pública Madalena Nunes obteve 0,56%; Geraldo Carvalho (PSTU) tem 0,4%. Por fim, a candidata Ravenna Castro (PMN) foi mencionada por 0,25% dos entrevistados.

Os eleitores que responderam nenhum dos candidatos a governador somam 6,8%. Os indecisos são 11,35%; brancos e nulos representam 1,6%.

 Rafael cresce 9,4% desde julho

 Rafael Fonteles, cresce 1,1 ponto percentual na nova pesquisa, realizada entre 12 e 16 de setembro, no comparativo com o levantamento feito entre 05 e 09 de setembro. Na linha do tempo, Fonteles avançou de 32,6% para 39,1%; quando se compara com a pesquisa promovida de 13 a 17 de julho, quando o pleiteante do PT tinha 29,7%, a alta é de 9,4 pontos percentuais.

Por sua vez, o ex-prefeito de Teresina, Silvio Mendes (União Brasil) teve uma oscilação dentro da margem de erro na nova pesquisa, caindo de 36,7% para 35,75%.

FICHA TÉCNICA

A Pesquisa Amostragem foi realizada no período de 12 a 16 de setembro de 2022 com 2.000 entrevistas em 90 municípios do Piauí. A margem de erro é de 2,19%. O registro para o cargo de governador está sob o Nº PI-02396/2022.

Fonte: Instituto Amostragem/Francy Teixeira MN

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe