Francinaldo Publicidades - Guadalupe

A Polícia Civil de São Paulo investiga um possível caso de feminicídio contra a corretora de seguros Ana Carolina da Silva Santos Fernandes, 27. Ela foi encontrada morta na casa em que vivia com um dos filhos no Conjunto Residencial José Bonifácio, na zona leste da capital paulista, na madrugada de domingo (16).

O principal suspeito da polícia é o marido da vítima, identificado como Fernando Fernandes dos Santos, 35, que está sendo procurado. A reportagem não localizou seus advogados.

De acordo com o boletim de ocorrência, Fernando avisou sua mãe que tinha chegado em casa e encontrado a mulher desacordada. Ela então ligou para a mãe de Ana Carolina,

Adriana da Silva Siena, para avisar que alguma coisa tinha acontecido.
Adriana então foi até a casa do casal e, ao olhar pela janela, viu Ana Carolina desacordada em um colchão na sala do imóvel com a filha de um ano o casal em cima dela. Na sequência, acionou a Polícia Militar e, antes que os agentes chegassem, arrombou a porta com uma marreta.

Para o PMs, Adriana disse ter encontrado Ana Carolina sem sinais vitais dentro da casa -a criança estava ilesa. Ainda de acordo com ela, Fernando tinha passado a noite no local.

A mãe de Ana Carolina ainda detalhou aos policiais que a filha com as penas descobertas e abertas, com lesões na virilha e marcas de sangue próximas à região genital.

Aos policiais, Adriana afirmou que a relação entre o casal era conturbada, com brigas e separações. Eles estavam juntos há dois anos.

Segundo a mãe da vítima, eles se conheceram em uma autoescola na qual Ana Carolina tentou tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e foram morar juntos logo depois. Depois de cinco meses de relacionamento, porém, Fernando teria agredido a jovem, que decidiu voltar para a casa da mãe.

Ainda de acordo com Adriana, Ana Carolina descobriu que estava grávida pouco depois e decidiu alugar uma casa para voltar a morar com Fernando.

Segundo a mãe da vítima, Ana Carolina continuou a sofrer agressões e chegou a conseguir uma medida protetiva contra o marido, mas decidiu não prosseguir com a ação e reatar o relacionamento.

A jovem foi sepultada na tarde desta segunda-feira (17). Além da bebê de 1 ano, ela deixa outros dois filhos.

Em nota, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que o caso é investigado pelo 103º Distrito Policial. Segundo a pasta, já foram realizadas diligências para tentar localizar o suspeito.


FONTE: 180GRAUS

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe