Francinaldo Publicidades - Guadalupe

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

Após evitar entrar de maneira mais contundente em pautas de costumes na propaganda eleitoral no rádio e na televisão no primeiro turno, a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve rever a estratégia no segundo turno.



Religião e aborto serão abordados em falas do petista para tentar conquistar votos de evangélicos.

O ex-presidente gravou um vídeo em que se diz “à favor da vida” e contra o aborto. “Não só eu sou contra o aborto, como todas as mulheres que eu casei são contra o aborto”, afirma o petista.

A campanha de Lula fez anúncios pontuais para que o vídeo seja exibido no YouTube. A fala deverá aparecer na propaganda eleitoral do candidato no rádio e na televisão, que começa nesta sexta-feira (7).

Durante sabatina à Folha de S.Paulo e ao UOL, em 29 de setembro, o vice na chapa petista, Geraldo Alckmin (PSB), disse ser contra a ampliação do direito ao aborto além do que já está previsto na legislação atual. Ele afirmou que Lula tinha a mesma visão.

No primeiro turno, o ex-presidente citou Deus e reforçou sua religiosidade durante propaganda eleitoral. O tema, porém, ficou atrás, em espaço, de assuntos como economia, desemprego, fome e pandemia no tempo usado pelo petista.

A gestão do governo Bolsonaro na saúde e o aumento da fome no país foram os assuntos em que Lula mais atacou o atual presidente no primeiro turno. O tema seguirá na propaganda petista, que também vai tentar mostrar contradições no discurso do presidente como homem religioso.

“Não se deixe levar pelos falsos profetas, aqueles que fala em Deus, mas você olha nos olhos deles e você nota que ele está utilizando o nome dele em vão”, afirma o petista em vídeo.

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe
Francinaldo Publicidades - Guadalupe