Francinaldo Publicidades - Guadalupe

O jovem Carlos Eduardo Ramos Silva, de 18 anos, de Vila Nova do Piauí, foi um dos piauienses de destaque na Olimpíada Brasileira GeoBrasil (OGB), ao conseguir trazer para casa uma medalha de bronze.

A Olimpíada Brasileira GeoBrasil (OGB), é um evento que engloba simultaneamente a 7ª Olímpiada Brasileira de Geografia – OBG – e a 5ª Olímpiada Brasileira de Ciências da Terra – OBCT.



Ambas as competições são compostas por três fases, sendo as duas primeiras realizadas de forma online, em âmbito estadual e de caráter classificatório. Na terceira fase, que é presencial, há a participação de duas a três equipes melhor classificadas por estado, nas categorias escola pública e escola privada. 

Cursando o 2° ano do ensino médio, Carlos Eduardo participou da olimpíada representando o Instituto Federal do Piauí (IFPI) campus de Picos, local onde ele estuda atualmente. Sua equipe contou com os estudantes do 3° ano, Pedro Henrique de Moura Santos e Beatriz de Moura Sousa e auxílio dos professores Claudinei da Silva Pereira e Nildemar Pereira da Silva.

“No IFPI campus Picos tinham quatro equipes participando da etapa estadual, mas a equipe classificada foi a minha representando o Instituto Federal e Colégios Militares, a nossa foi a maior nota”, explicou Carlos Eduardo.

Classificados, o vila-novense e seus colegas embarcaram para Campinas (SP) para participarem da fase nacional que aconteceu no prédio da Unicamp entre os dias 23 e 28 deste mês. Ele conta como foi o processo.

“Ao chegarmos lá, a gente fez três dias de prova, no primeiro dia teve a prova de Geografia e uma prova de Ciências da Terra. No segundo dia teve prova de Geografia e outra prova de Ciências da Terra, aí dentro da de Geografia, a gente fez uma prova de Cartografia. Na Olimpíada de Geografia foram somativas as duas provas de Geografia e a de Cartografia. E na Olimpíada de Ciências da Terra foram levadas em consideração as provas de Ciências da Terra”.

Carlos Eduardo obteve um bom desempenho nas avaliações relacionadas à Olímpiada Brasileira de Geografia, e por isso conquistou a medalha de bronze na competição. O estudante destaca o quanto a experiência foi enriquecedora e a significância do bom resultado.

“Para mim foi uma experiência surreal. Levou um tempo até a ficha cair de que realmente eu estava lá e entre os melhores do país. Na cidade, eu pude conhecer diversas realidades e pontos turísticos, agregando não somente conhecimentos teóricos e acadêmicos, mas também vivenciar essa nova experiência de vida. Com relação a olimpíada, eu fui confiante em colocar em prática e exercer o melhor desempenho possível dentro daquilo que eu sabia que iria ser cobrado. Fiquei muito feliz com o resultado final e por estar lá representando minha cidade Vila Nova do Piauí, o Instituto Federal Campus Picos e meu estado, Piauí, pois foi a primeira vez que participei de um evento com tamanha proporção e ser agraciado com uma medalha na competição foi um momento inesquecível”.



A reitoria do IFPI se responsabilizou pelos custos da viagem dos estudantes, além de Carlos, seu colega Pedro Henrique também foi medalhista de bronze. O destaque nacional dos piauienses é fruto de dedicação, estudo e muita preparação.

“Por ser a primeira vez que eu e meus professores participamos da olimpíada, não sabíamos ao certo quais os aspectos que seriam cobrados com maior profundidade na competição, tendo em vista que a Geografia é uma matéria muito ampla e existem diversas vertentes referentes a cada conteúdo. No entanto, quando recebemos a notícia de que fomos os classificados para a etapa final em Campinas, passamos a nos reunir nos horários de almoço, pois estudamos integralmente no instituto, durante esse período nossos professores ministraram aulas que se dividiam entre os assuntos que a Geografia aborda nos 3 anos do ensino médio”, disse o medalhista.

Carlos Eduardo é natural de Vila Nova do Piauí e sempre estudou na rede pública de ensino. Na cidade poesia ele foi aluno na Unidade Escolar Zacarias Manoel da Silva e só depois foi para o IFPI cursar o ensino médio. O jovem finaliza agradecendo o apoio de seus professores ao longo da jornada.

“Gostaria de agradecer ao Instituto pelo apoio que concedeu a nossa viagem e aos professores de Geografia, Claudinei da Silva Pereira e Nildemar Pereira da Silva, pois eles nos incentivaram e estiveram com a gente do início ao fim da competição. Sinto que no próximo ano o Instituto estará ainda mais preparado e nós teremos resultados ainda melhores”.

FONTE: 180GRAUS

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

CLIQUE NA IMAGEM E SAÍBA MAIS

clique na imagem e você será direcionado para nosso instagram