Francinaldo Publicidades - Guadalupe

1.500 golpistas foram detidos até o momento e encaminhados para a Academia Nacional de Polícia.

O ministro da Justiça, Flávio Dino, fala sobre os desdobramentos das ações de investigação e controle dos atos golpistas, em coletiva de imprensa realizada nesta 2ª feira (9.jan). "Golpistas, terroristas, criminosos em geral, não obtiveram êxito no seu intento de causar a ruptura da lei."



Na avaliação do ministro, o planejamento realizado pela Secretaria de Segurança Pública do DF estava errado. "Se esse erro foi deliberado ou foi apenas um erro, isso a investigação vai mostrar."

Como prova do equívoco, Dino citou a ação tardia de controle dos atos: "Quando os efetivos policiais foram ampliados, uma hora e meia depois do início dos episódios, eles foram controlados".

Segundo Dino, 1.500 golpistas foram detidos até o momento. A maior parte das prisões ocorreu, na manhã desta 2ª, no acampamento realizado em frente ao quartel general do Exército em Brasília. 

Todos estão sendo ouvidos na Academia Nacional de Polícia por 50 equipes de polícia judiciária federal. O encaminhamento jurídico de cada caso será feito pelos delegados.

Entre os crimes investigados estão os de golpe de estado, tentativa de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, dano qualificado, associação criminosa e lesão corporal. "Existem múltiplas possibilidades de responsabilidade", explicou o ministro.

Além dos participantes, as investigações buscam identificar e punir quem auxiliou na organização e no financiamento dos ataques. Até o momento, os investigadores já receberam 13 mil e-mails com denúncias.

Rodovias
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) atuou, desde ontem, para desmobilizar as interrupções ocorridas em nove rodovias pelo País. Segundo Dino, todas foram desobstruídas. 

A corporação também apreendeu 40 ônibus envolvidos nos atos de ontem. Alguns deles, inclusive, já estavam saindo do Distrito Federal. Em um deles, foi encontrada uma arma de fogo.

Força Nacional
O governo federal já conseguiu o apoio de dez governadores, que estão enviando contingentes para reforçar a Força Nacional. Até o momento, 500 homens e mulheres vão atuar na proteção da Esplanada dos Ministérios e na Praça dos Três Poderes. 


Fonte: SBTNEWS

Post a Comment

Grupo Ramos

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

PUBLICIDADES

Francinaldo Publicidades - Guadalupe

CLIQUE NA IMAGEM E SAÍBA MAIS

clique na imagem e você será direcionado para nosso instagram